Como utilizar a classificação da agressividade ambiental na definição do processo de pintura.

Estruturas expostas às agressões ambientais exigem cuidados específicos, incluindo a definição dos sistemas de pintura e dos produtos, de acordo com o nível de exposição às variações climáticas. Maresia e intempéries, por exemplo, podem causar sérios danos às estruturas, comprometendo sua durabilidade e a segurança.

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) apresenta diversos critérios para serem adotados, em função da classificação da agressividade ambiental. Para estruturas metálicas, é recomendado utilizar a norma prevista na ABNT NBR 14643, ou na ISO 12944-2, como base para caracterização da corrosividade dos ambientes. São estabelecidos os seguintes meios corrosivos, para efeito de seleção de Sistemas Básicos de Pintura Anticorrosiva:

  1. Corrosividade C1 – Microclima muito pouco agressivo: clima encontrado em locais abrigados e/ou climatizados, de baixa umidade, ventilados, sem SO2 (dióxido de enxofre) ou cloretos (caracterizado pela cor branca).
  2. Corrosividade C2 – Microclima pouco agressivo: clima encontrado em locais desabrigados de baixa umidade, ventilados, sem SO2 ou cloretos – ambiente tipicamente rural (caracterizado pela cor azul).
  3. Corrosividade C3 – Microclima medianamente agressivo: clima medianamente úmido com tempo de condensação de 3 a 30%, presença de SO2 entre 12 e 40µg/m3 e cloretos entre 30 e 60 mg/(m².d), sem emanação de gases ou ácidos de forma localizada; todos os fatores dentro da média do macroclima (caracterizado pela cor verde).
  4. Corrosividade C4 – Microclima agressivo: clima úmido com tempo de condensação de 30 a 60%, presença de SO2 entre 40 e 90µg/m3 e cloretos entre 60 e 300mg/(m².d), e emanação de gases ou ácidos de forma localizada, não muito intensa, porém superior à média (caracterizado pela cor amarela).
  5. Corrosividade C5 – Microclima muito agressivo: clima muito úmido com tempo de condensação superior a 60%, presença de SO2 entre 90 e 250µg/m3 e cloretos entre 300 e 1.500 mg/(m².d), emanação de gases ou ácidos de forma localizada (caracterizado pela cor vermelha).
  6. Corrosividade C6 – Microclima extremamente agressivo: clima extremamente úmido com tempo de condensação próximo de 100%, presença de SO2 e/ou cloretos – sendo o SO2 acima de 250µg/m3 e os cloretos superiores a 1.500 mg/(m².d), emanação de gases ou ácidos de forma localizada (caracterizado pela cor preta).

Na ISO 12944-2 existe, ainda, o desdobramento da categoria C5 em C5-I, em áreas industriais, e C5-M, para áreas marítimas. Nesta norma, são consideradas também as categorias: Im1, para imersão em água doce; Im2, para imersão em água salgada; e Im3, para contato com o solo.

Fonte: ABNT

Tintas especiais: proteção e durabilidade

Para aumentar a proteção, garantir mais durabilidade e diminuir os custos com manutenção, a Solventex disponibiliza uma Linha Industrial Especial para estruturas expostas às intempéries, com propriedades anticorrosivas e grande resistência às variações do tempo.

Primer Poliuretano: com catalisador alifático, forma uma proteção anticorrosiva por barreira. Aceita como acabamento esmalte poliuretanos, epóxi, alquídicos, sintético extra rápido e laca nitro. Tem grande resistência ao intemperismo (alta agressividade fisico-química).

Esmalte Poliuretano: para acabamento de alto brilho, ideal para superfícies metálicas como máquinas, equipamentos industriais e implementos agrícolas – grande resistência ao intemperismo (média agressividade físico-química).

Esmalte Poliuretano Acrílico: garante o acabamento para a pintura e é indicado para superfícies metálicas ferrosas e não ferrosas, como equipamentos, máquinas e tanques industriais, incluindo ambientes marítimos. Promove boa aderência e ótima retenção de cor e brilho. Oferece grande resistência ao intemperismo (alta agressividade fisico-química).

Primer Acrílico para Galvanizado: é uma tinta de fundo, à base de resina acrílica modificada, para promover aderência e proteção anticorrosiva por barreira. Tem alta resistência ao intemperismo (média agressividade).

Esmalte Acrílico: tinta monocomponente à base de resina acrílica para acabamento, é indicada para pintura de estruturas metálicas ferrosas e não ferrosas, máquinas, implementos agrícolas, madeira e fibra de poliéster. Possui grande resistência ao intemperismo (média agressividade físico-química).

Primer Epóxi Poliamina e Poliamida: tinta bicomponente com pigmentos anticorrosivos e aditivos. O produto com agente de cura poliamina é indicado para superfícies em aço carbono, como equipamentos industriais, interior de tubulações e tanques, para proteção contra soluções ou vapores de produtos químicos. O primer com agente de cura poliamida tem ótima resistência à umidade e é ideal para superfícies de aço carbono ou concreto, abaixo da linha d´água, doce ou salgada. As duas versões têm grande resistência ao intemperismo (alta agressividade fisicoquímica).

Primer Epóxi Alta Espessura: bicomponente com agente de cura poliamida alta espessura, é recomendado como fundo para aplicação em todos os tipos de estruturas metálicas expostas a ambientes de alta agressividade, como marítimo, portuário e poluente, incluindo revestimento externo de tanques, painéis em indústrias petroquímicas e plataformas de petróleo. Promove grande resistência ao intemperismo (alta agressividade fisicoquímica).

Esmalte Epóxi: excelente acabamento e proteção anticorrosiva. Produto atóxico e inibidor da proliferação de bactérias no ambiente. Indicado para acabamento e manutenção em superfícies metálicas, ferrosas, equipamentos industriais, tubulações, tanques, estruturas para o setor petroquímico, ambientes marítimos e navais – grande resistência ao intemperismo (alta agressividade físico-química).

Epóxi para Piso: a linha é composta por produtos de alta e média espessuras e autonivelante, recomendados para pisos de concreto em instalações industriais e comerciais. As especificações incluem aplicações em áreas de manuseio de cargas médias e pesadas, proporcionando alta resistência química e mecânica.

Tinta para Alta Temperatura: tinta à base de resina de silicone de média (300o C) e alta resistência (400o C), ideal para acabamentos em superfícies de aço e derivados, que precisam resistir a altas temperaturas, como tubulações de vapor, estufas e chaminés. Oferece boa resistência à corrosão, mas baixa resistência a intempéries.

Tags: Sem tags

Comente sobre este post

Não se preocupe, seu endereço de email não será publicado.